Criadores de Sorrisos

Vamos ajudar a criar Sorrisos! Pequenos gestos fazem grandes sorrisos e todas as mãos podem ajudar, se o coração assim quiser. Esta pagina será um local para oferecer ajudas, receber sugestões, indicar pessoas que necessitam...um local de encontro para as pessoas que queiram ser solidárias, com pequenos gestos e sem propaganda.

A minha fotografia
Nome:
Localização: Funchal, Madeira, Portugal

tenho quase tudo para ser feliz mas ando sempre à procura de qualquer coisa, que não sei o que é.

29.6.06

Campanha para ajudar a SPAD

De 30 de Junho a 2 de Julho vai decorrer um campanha para ajudar a SPAD (Sociedade Portectora dos Animais Domésticos) que, como é do conhecimento público, atravessa inúmeras dificuldades financeiras.
Nesses dias, decorrerá uma campanha de recolha de alimentos e materiais de apoio para animais, em todas as lojas Pingo Doce. Nas Lojas Pingo Doce Fórum Madeira, Ribeira Brava, Calheta, Machico, Cancela e Anadia, simultaneamente, terá lugar uma campaha de adopção de animais.
Os animais merecem o nosso carinho. Vamos ajudar.

22.6.06

Contacto da Presidência da República

A Isabel Camacho acaba de nos enviar a seguinte informação:

Há duas ou três semanas o Sr Presidente da República promoveu uma iniciativa sobre a inclusão e resolvi enviar-lhe o endereço do nosso blog. Recebi de imediato um mail a acusar a recepção da minha mensagem com a indicação de que em breve me dariam resposta, dado que eu sugeria a Cavaco Silva a divulgação e quem sabe algum tipo de ajuda. Hoje qual não é o meu espanto recebo uma carta da Presidência do seguinte teor: "Tenho a honra de acusar a recepção do e-mail de V. Excia, datado de 31 de Maio de 2006 dirigido a Sua Excelência o Presidente da República, enviando informação sobre um blogue que tem por objectivo ajudar pessoas com carências. Agradecendo s informação prestada, apresento a V. Excia os melhores cumprimentos,

O Chefe da casa civil
José Manuel Nunes Liberato


Isabel Camacho

Ajuda para Angola

Um jovem madeirense está de partida para Angola e , através dele, poderemos enviar os nossos donativos. Numa população tão martirizada, bastam pequenas coisas para criar sorrisos. Vamos ajudar?
Deixo aqui um texto que foi publicado no Jornal da Madeira e que contém os contactos do jovem:

Jovem seminarista madeirense, Pedro Filipe Nóbrega, 19 anos, natural daCamacha e a completar o 12.º ano de escolaridade pretende fazer uma experiência missionária em Angola, junto da missão das Franciscanas deNossa Senhora das Vitórias, em Luanda.O objectivo é “partilhar a minha vida com pessoas que tanto precisam deuma palavra, um gesto, uma ajuda material, etc., para que tenham algo demais risonho, algo com mais sentido. Sinto uma motivação enorme para fazeresta experiência, porque sei que isso me ajudará a humanizar o nossoMundo”, disse ao Jornal da Madeira.
Para concretizar esse desejo, de 13 de Agosto e a 15 de Setembro,necessita de apoios materiais. “Vou ajudar mais na paróquia de SantoAndré, junto dos jovens, e no lar que as Irmãs têm lá. Mas preciso de apoios para a estadia e outras ajudas, como linhas para bordados,cadernos, lápis, coisas elementares, básicas, que a nós não fazem falta eque são muito valorizadas pelas populações mais pobres. Até ao momento, o meu apelo tem sido bem correspndido mas, naeventualidade de não conseguir os apoios necessários, todos os donativosque receber serão na mesma enviados para a missão das Franciscanas deNossa Senhora das Vitórias”, garante Pedro Filipe Nóbrega.
O trabalho das Vitorianas em Luanda, recorde-se, faz-se num centroparoquial de catequese, na assistência aos cuidados de saúde e em muitasoutras actividades consideradas prioritárias pela população“Estas iniciativas são importantes, no plano humano e espiritual, e darãoos seus frutos a seu tempo”, reconhece ainda Pedro Nóbrega.
Contactos para envio de donativos: conta no Banco Totta (0018 0003 13709001 020022), telemóvel 964020960 ou “e-mail”: kefas-nob@msn.com.Vera Luza

20.6.06

Peditório da Associação "Abraço"

Nos dias 23, 24 e 25 de Julho, a Associação "Abraço" vai realizar um peditório de rua, para angariar fundos destinados às obras de reconstrução do edifício da CASA, no âmbito do projecto ABC - Ser Criança.

A "Abraço" precisa de voluntários que colaborem no peditório.

16.6.06

Livros, revistas e jogos para crianças de Moçambique

Até domingo, os madeirenses podem contribuir com livros, revistas, jogos e puzzles, para tornar um pouco melhor a vida de algumas crianças em Moçambique. Esses artigos podem ser entregues no Jardim MUnicipal, onde está a decorrer a II Feira Madeira Natura, organizada pela Associação Ananda Marga. Aqui fica o texto que recebi, com mais pormenores sobre esta iniciativa.

A Margarida, uma das colaboradoras do núcleo regional da Ananda Marga está, através da instituição Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, a fazer voluntariado de um ano (Outubro de 2005 a Outubro de 2006), em Moçambique, no Centro de Reabilitação Psicossocial das Mahotas.
Recentemente recebemos uma mensagem de e-mail dela a qual nos motivou a avançar com este projecto de recolha - de não só livros, mas também revistas, jogos e puzzles - na Madeira, entre os dias 18 de Maio e 18 de Junho. É possível entregar-nos estes itens, durante os dias e horário da II Feira Madeira Natura, junto ao espaço de actividades para crianças. Alguns dias após a feira iremos reunir todo o material doado e enviá-lo para Moçambique.
Segue-se um excerto do texto original da mensagem da Margarida, estando o mesmo, na totalidade, disponível em: http://anandamarga.pt/?article=177&visual=4
"Por aqui as coisas continuam a correr. Trabalho há muito para fazer. Vontade também. África é um encanto. Vai ser difícil a separação. E as crianças então... Parte-se-me o coração sempre que me lembro da partida. Mas as saudades de todos aí já são muitas. Queria pedir-vos ajuda para um projecto do centro. (...) Sugerimos, nós os voluntários, que fosse criado um espaço para uma pequena biblioteca, onde, para além de livros, tivéssemos revistas e jornais e também alguns jogos. Eles adoram fazer puzzles, embora com um grau de dificuldade muito baixo. (...) O horizonte desta gente não vai muito além do bairro onde vivem. Não conhecem nada do mundo. Quando lhes falámos nesta possibilidade ficaram animadíssimos"
Estamos disponíveis (através do tel. 962906146) para responder a questões relacionadas com este projecto.
David Aveiro, coordenador Regional

Apoio a famílias timorenses

A ONG portuguesa INDE - Intercooperação e Desenvolvimento - está a apoiar 350 famílias em Díli , Timor e pede a colaboração de todos. Aqui fica o email que recebi e que contém o número da conta onde podem ser depositados donativos:


A INDE – Intercooperação e Desenvolvimento apoia 900 pessoas refugiadas, na rua da Mesquita (bairro de Kampo Alor), em Díli, desde 1 de Junho. Cerca de 350 famílias encontraram abrigo no terreno em redor da Farmácia Central, na rua da Mesquita. Situada no bairro de Kampo Alor, esta rua foi objecto de violência, com a destruição de casas em duas ocasiões. Devido à proximidade com as suas instalações em Díli, a ONG portuguesa INDE assumiu, em coordenação com as organizações internacionais, a responsabilidade de apoio alimentar, sanitário e distribuição de água a este grupo de refugiados. Embora as actividades da INDE, presente em Timor desde final de 1999, sejam habitualmente desenvolvidas em Lospalos (distrito de Lautem, na ponta Leste), a presença em Díli da coordenadora expatriada e do coordenador timorense dos projectos, na altura dos incidentes, levou a assumir a responsabilidade deste apoio. A INDE conta com apoio de residentes portugueses que participam na compra de leite infantil, da organização CARE, e de um médico militar que permitiu uma primeira assistência sanitária. O PAM (Programa Alimentar Mundial) vai iniciar, nos próximos dias, distribuição complementar de alimentos.
Para cobrir as despesas ligadas a esta iniciativa, a INDE lançou, junto dos seus doadores privados, e público em geral, um pedido de apoio financeiro. Para donativos - Conta solidariedade: NIB 0033 0000 2018 0020 7626, do Millenium BCP. As acções visam aliviar o sofrimento das 350 famílias de refugiados e evitar a instalação de um “campo de refugiados”, trabalhando para um rápido regresso às condições normais de vida.

Para conhecer os projectos da INDE em Timor:http://www.inde.pt/Projectos/Internacionais/AntigoMercado.htm
http://www.inde.pt/Projectos/Internacionais/Lautem.htm

14.6.06

Violeta tem nova casa

Lembram-se da Violeta? Ela acaba de ser adoptada.
Obrigada, Andorinha!

12.6.06

mensagem....

Isabel,

já tenho as coisas de que te falei, para a família que estão a ajudar. Podes passar esta terça-feira no meu trabalho para as levares. Liga-me para eu saber a que horas podes passar.
Obrigada,

Lília

9.6.06

Vamos ajudar a Maria

A Maria tem um filho de dois anos com uma doença rara em Portugal (acontece um caso em cada 100.000). Teve de desistir do emprego para dar apoio 24 horas por dia ao seu bebé, que sobrevive ligado a máquinas.
Para complementar o fraco orçamento familiar, decidiu fazer bijuterias, que está a vender na net, através do site Bijuterias da Maria. Vamos todos ajudar? Divulgar o blog da Maria pelos vossos contactos já é uma grande ajuda.
Quem tem esta coragem para tudo enfrentar, merece todo o nosso apoio. O Bebé é lindo. Força, Maria.

Boa ideia!

Podem contar comigo.
Que tipo de alimentos serão mais necessários?
Tenho também algumas roupas para oferecer.

Lília

6.6.06

Recolha de alimentos para crianças

Vamos a uma iniciativa nova.
Pensamos iniciar uma recolha de alimentos a favor de 12 crianças, filhas de duas irmãs, 7 das quais são os nossos 7 órfãos protegidos de S. Martinho.
A ideia foi da Andorinha e eu alinho.
Quem nos quiser seguir é só mandar mensagem que nós procedemos à recolha.

Isabel Camacho

5.6.06

Radiografias antigas podem ajudar AMI

De hoje até ao dia 23, está ao alcance de todas as pessoas ajudar a AMI (Assistência Médica Internacional). Basta dirigirem-se a uma farmácia e entregar as radiografias antigas que têm em casa, radiografias que em princípio já não terão utilidade.
Todas as radiografias recolhidas são enviadas para o continente e daí para a Alemanha, onde uma empresa especializada consegue retirar a prata (10 kg por cada tonelada de radiografias), que depois é vendida ao preço do mercado.
As receitas obtidas são distribuidas pelos vários centros da AMI, para serem utilizados conforme as necessidades. No Funchal também existe um centro Porta Amiga, que todos os dias apoia setenta pessoas. Diariamente almoçam na instituição cinquenta pessoas necessitadas.
Neste momento as maiores necessidades da Porta Amiga do Funchal são ao nível de produtos alimentares, sobretudo destinados à primeira infância.
Quase toda a gente já fez radiografias em alguma altura da vida. Tem a certeza de que ainda precisa delas? A AMI agradece que as entregue numa farmácia até ao dia 23, em vez de as deitar no lixo.